18 de março de 2011

Combustíveis poderiam custar 50 cêntimos por litro em Portugal caso Azeredo Lopes estivesse à frente da Autoridade da Concorrência

Azeredo Lopes, presidente do conselho regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, poderá ser a solução para resolver o problema dos combustíveis em Portugal, aproveitando o facto de já ter terminado o seu mandato e estar disponível para substituir Manuel Sebastião, presidente da Autoridade da Concorrência e o melhor amigo do homem caso esse homem seja dono de uma empresa petrolífera. Com o número de recomendações que Azeredo Lopes faz habitualmente, Portugal passaria a ser o país com combustíveis mais baratos do mundo, logo depois da Venezuela. Caso Manuel Sebastião fosse presidente do conselho regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, todos os orgãos de média poderiam ter o nível de pluralismo do jornal "A Bola" que para ele era igual ao litro.

Siga o Biscoito no Facebook AQUI