27 de março de 2008

As guelras da nova espécie de peixe descoberta no Trancão são palhinhas dos pacotes de leite de chocolate da Nesquik

Um conjunto de cientistas portugueses acaba de descobrir uma nova espécie de peixe no rio Trancão. Os três biólogos baptizaram a nova espécie de Chondrostoma olisiponensis - boga de Lisboa, de seu nome comum -, e publicaram o achado na revista científica norte-americana Zootaxa. Esta espécie faz jus à fama do rio onde habita, conhecido por ter altos índices de poluição. O boga de Lisboa alimenta-se de invólucros de preservativos, tampas de Actimel e pastilhas de Trident de Canela, no caso das crias, as Trident Kids, em vez de plâncton. Devido à evolução da própria espécie, em resultado do seu convívio com o meio, estes peixes têm espinhas feitas de pauzinhos de Super Maxi, escamas e barbatanas feitas à base de latas de conserva de atum Bom Petisco e fraldas de bebé e olhos feitos de pastilha elástica do Epá.