19 de dezembro de 2007

Espectadores do São Carlos estão apreensivos com os reforços para a nova temporada lírica

A temporada lírica do teatro São Carlos, em Lisboa, foi inaugurada esta segunda-feira, com a apresentação da ópera «Rigoletto», de Verdi. Dez minutos depois do início do espectáculo, o público já estava a mostrar lenços brancos e a pedir a demissão do actual director do São Carlos, Christoph Dammann. Um espectador de longa data do São Carlos arrasou a política de contratações de "Rigoletto": "Eles optaram pela rotatividade. Nos dias pares canta um elenco, nos dias ímpares canta outro. O tenor que faz de Duque de Mântua e a soprano que faz de Gilda do elenco nos dias ímpares não têm qualidade para o São Carlos". O especialista classifica os músicos contratados para a temporada dizendo que são "caros, medíocres, em final de carreira e vieram para Lisboa para curtir o sol e não fazer nenhum".