10 de janeiro de 2007

Pedaço gigante de gelo que se soltou do Árctico apenas quis chamar a atenção

A massa de gelo gigante explicou, em conferência de imprensa, que decidiu transformar-se em ilha depois de se ter desprendido há 16 meses da zona costeira da ilha de Ellesmere, no Árctico canadiano sem que ninguém tenha noticiado nada na altura. “Sinto que eu só tenho valor devido ao filme do Al Gore porque ninguém me ligou peva antes”. O gelo comoveu a plateia quando estabeleceu uma comparação com Natasha Kampush: “Eu era uma das seis maiores massas de gelo do Árctico canadiano, flutuei no mar mas estive ligada à terra mais de 3 mil anos, sem me poder mexer. A outra conseguiu muito mais mediatismo e só esteve 8 anos sem poder andar de um lado para o outro”. A massa de gelo revelou o seu feitio difícil quando se referiu à sua homóloga Lapónia como “não merecedora de tanto protagonismo”. A massa de gelo tenciona passar os dias mais quentes da Primavera a deslocar-se no mar e causar transtorno para os navios mas salientou que não faz parte da Al-Qaeda”.