31 de dezembro de 2010

WikiLeaks: jornal Ocasião tem secção de anúncios de venda de plutónio roubado de 36 centrais nucleares

Segundo os telegramas da WikiLeaks, Portugal é referenciado como ponto de passagem de materiais nucleares roubados. Um telegrama de Julho de 2008 da embaixada dos EUA em Lisboa denuncia um ex-general russo radicado em Portugal que alegadamente estaria a tentar vender uma placa de urânio. Segundo o site de Julian Assange, o jornal Ocasião já tem uma secção de anúncios de venda de plutónio roubado de 36 centrais nucleares. A Wikileaks revela também que existem em Portugal mais de 350 vendedoras da AVON e da Tupperware que são esposas de ex-generais russos e que estarão a traficar ogivas nucleares, mísseis balísticos e que oferecem uma amostra de Antrax na compra de um creme anti-rugas.