23 de dezembro de 2010

Wikileaks coloca “alegado” nos telegramas para evitar problemas legais

Julian Assange inspirou-se nas técnicas usadas pelos jornalistas portugueses durante os casos judiciais e vai passar a usar “alegado” nos telegramas para evitar que seja alvo de um processo crime por violação de segredo de Estado e espionagem. O site Wikileaks vai passar também a publicar vídeos de diplomatas americanos com nomes falsos, voz distorcida e máscara.