29 de janeiro de 2010

Pais de gays passivos não querem pagar copo de água de casamento

A adaptação de protocolos, rituais e tradições ancestrais à nova realidade do casamento gay está a causar celeuma e embaraço junto das pessoas menos preparadas para estas mudanças recentes. As situações mais embaraçosas são a visita do gay activo para pedir a mão ao pai do gay passivo, a recusa por parte do pai de entrar no Registo Civil de braço dado ao seu filho gay passivo e a recusa de alguns amigos ao convite para serem padrinhos caso o formato pretendido seja o de padrinho "à espanhola".

Publicado no Inimigo Público de 22 de Janeiro de 2010

Edição online do Inimigo Público aqui