18 de janeiro de 2010

Inflação galopante de prémios de Godinho a Vara preocupa instituições financeiras

A taxa de inflação homóloga das contrapartidas de favores do caso Face Oculta bateu todos os recordes, segundo a estimativa do Eurostat, que teve acesso às conversas entre Godinho e Armando Vara. "Em dois meses, passou-se de 10 mil euros para 25 mil euros. Esta situação poderá implicar uma forte subida das taxas de juro e vai afectar o nível de consumo de 80% das famílias portuguesas. Uma caixa de robalos agora já está a custar o mesmo que uma caixa de peixes-espada e o fato de treino está mais caro que uma loja de desporto", afirmou um economista.

Publicado no Inimigo Público de 15 de Janeiro de 2010

Edição online do Inimigo Público aqui