15 de janeiro de 2010

Milhares de portugueses juram a pés juntos que já conheciam Lhasa de Sela há muitos anos

A cantora latino-americana Lhasa de Sela morreu aos 37 anos vítima de cancro da mama, em Montreal, Canadá. Como já vem sendo habitual em mortes de artistas, as redes sociais reagiram de imediato com homenagens emotivas e vídeos publicados em catadupa nos perfis do Facebook. "Parte de mim morreu com ela. Eu juro pela minha saúde que não estou a ouvir a Lhasa pela primeira vez. Eu já conhecia a Lhasa há décadas e sei todas as letras de cor. Tenho discos da Lhasa em vinil e em 78 rotações. E eu juro que não estou a dizer só o primeiro nome para parecer que me é mais familiar. Eu tenho toda a discografia dela. O facto de estar a sacar da net os álbuns todos dela neste preciso momento é porque os discos estão riscados de tanto uso que eu lhes dei", explicou um fã.

Publicado no Inimigo Público de 8 de Janeiro de 2010

Edição online do Inimigo Público aqui