6 de março de 2009

Candidatura de Laurinda Alves obriga retiros espirituais a afastarem-se mais de 500 metros das urnas

A candidatura de Laurinda Alves como cabeça de lista do Movimento Esperança Portugal às eleições europeias está a ser alvo de preocupação especial por parte da Comissão Nacional de Eleições devido à hipótese de prevaricações da lei eleitoral de natureza subliminar. “Estaremos atentos a todas as formas de divulgação de mensagens suspeitas. As montras das ervanárias e parafarmácias terão que estar tapadas no dia das eleições. Não podemos aceitar que uma ilustração de um indivíduo a fazer yoga na Posição de Lótus, mensagens de felicidade “naif”, pequenez pacata, beatices, apologias do bem-estar/equilíbrio e lirismos sonsos, influenciem o sentido de voto”, afirmou o presidente da Comissão Nacional de Eleições.



Bookmark and Share