28 de março de 2009

Atendimento telefónico de multinacionais feito em delegações indianas está organizado segundo o sistema de castas

As empresas estão a ter muitas dificuldades em conciliar o modelo de trabalho ocidental com o sistema social da Índia. Segundo os últimos relatórios, os níveis de satisfação dos clientes têm descido de forma assustadora, tendo chegado, por pouco, a atingir o grau de insatisfação dos clientes da TV Cabo. Segundo os especialistas, o problema é que quem atende os telefones são os Dalits, das castas mais baixas, que como manda o sistema de castas, terão de ser analfabetos, prejudicando a qualidade do trabalho. Os coordenadores dos Call Centers são os Dasya, casta superior que estão habituados a infringir violência sexual, maltratar e assassinar os indivíduos das castas mais baixas. “Antes da hora de almoço já não temos nenhum operador vivo e somos obrigados a almoçar às 3 da tarde porque temos de entrevistar novos candidatos”, afirmou um director de uma empresa.