12 de novembro de 2006

O novo passaporte falsificado também vai ser mais caro

Dezenas de pintores de rua estão a ser contratados para fazerem imitações das figuras de Camões, Pessoa e a pomba da paz, recriados pelo pintor Júlio Pomar nos passaportes verdadeiros. O Serviço expresso vai custar mais 20 euros com oferta de uma garrafa de ginja e de uma cabo-verdiana já vacinada e desparasitada. A entrega é imediata no Rossio e na Praça da Figueira até às duas da manhã de segunda a sábado. O Serviço urgente custa mais 30 euros e oferece uma caçadeira, 500 gramas de milho para dar os pombos nos Restauradores e uma assinatura anual do Pravda. A entrega é imediata em todas as roulottes de cachorros até às 6 da manhã, segunda a domingo e na compra de duas pitas shoarma haverá uma oferta de 2 bilhetes falsos para assistir a um jogo do Estrela da Amadora.