25 de fevereiro de 2007

Julgamento que opõe a Experimenta Design e a Câmara de Lisboa será num tribunal com candeeiros suspensos duplos com iluminação focalizada feitos de la

Guta Moura Guedes, organizadora da Experimenta Design, vai organizar um evento original com uma lógica mais alargada de design em que vários stands vão estar expostos dentro e fora do Tribunal. “Ando a estudar alguns tribunais como o da relação do Porto, Évora e Sertã que têm pés direitos que me agradam bastante”, informou a mentora do projecto. Pretende-se um bom evento num Tribunal que ofereça boas condições para os média filmarem os arguidos a esconder a cara das câmaras usando peças de vestuário de design de jovens criadores portugueses e escadaria longa para os transeuntes poderem insultar em condições para que a polícia, munida de fardas de design, possa responder com o novo gás lacrimogéneo de alta tecnologia e colorido, criado em Portugal. “Só agora começamos a perceber o quanto a justiça pode melhorar com gabinetes de magistrados, jacuzzi de escrivães e solários orientados a Norte e as salas de testemunhas e de audiências orientadas para sul”, explicou uma juíza.