20 de abril de 2006

Sá Fernandes contratado pelo Casino de Lisboa para fazer queixinhas dos cubos

O vereador do Bloco de Esquerda da Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, anunciou que vai pedir ao Ministério Público que analise a legalidade dos cubos de publicidade ao casino em algumas zonas da cidade, como o Terreiro de Paço. O Casino aposta na estratégia de que falar mal é um bom truque de Marketing e que dá nas vistas. Sá Fernandes recebeu do Casino de Lisboa o dobro da quantia oferecida pela BragaParques, um cartão para jogar até se chatear e dois números 96 de duas moldavas do dobro da altura da Sede do Bloco de Esquerda. Maria José Nogueira Pinto não se opõe aos cubos mas exige que os jogadores do Casino recebam bíblias e tercinhos em vez do vil metal. Considera ainda que é aceitável que os apostadores recebam os prémios em dinheiro desde que o doem aos pobrezinhos ou ao Movimento a Favor da Vida/ Federação das Beatas Tresloucadas.