6 de maio de 2009

Objectivo de detenções da PSP: agente obrigou ladrão a assaltar para fechar o mês sem incumprimento

A PSP definiu um aumento de acções policiais a realizar este ano com base em “quotas” de detenções. A situação está a motivar protestos entre profissionais, que se queixam de estar a trabalhar condicionados por estatísticas. “Há dias tive de obrigar um condutor a beber mais uns shots para que ele acusasse o suficiente para ser detido. Esta semana arrisco-me a não meter o meu nome no top 10 da tabela de “detenções de armas” e na de “zonas urbanas sensíveis”. Até amanhã vou precisar de apanhar dois brasileiros, uma eslava, uma prostituta portuguesa, dois ciganos a vender Magalhães e um taxista com uma arma de guerra”, afirmou um polícia.