14 de setembro de 2007

Descoberto primeiro homem que não culpou a mulher por água do duche ter arrefecido de repente

As autoridades foram chamadas ao local a pedido da mulher do indivíduo envolvido, extremamente preocupada com uma situação tão inédita. Segundo as autoridades, não existem relatos de casos com estas características. O indivíduo foi levado para testes psiquiátricos e estará sob observação intensa de 10 professores catedráticos americanos especializados em doenças mentais. Segundo os depoimentos prestados pelo casal na esquadra, quando a água passou de repente de quente para fria, o homem estava debaixo do chuveiro. Este terá permanecido calado, sereno, ter-se-á secado com uma toalha, vestido um roupão, dirigiu-se à cozinha e, depois de se ter apercebido que o esquentador se tinha desligado, voltou a ligar, sorriu, deu um beijo à mulher e voltou para o duche sem ter feito quaisquer acusações.