25 de setembro de 2007

Cinemas do Freeport de Alcochete exibem filmes com defeito a metade do preço

Os cinemas do Freeport de Alcochete reabriram ontem, quinta-feira. O director do maior outlet da Europa anunciou que o projecto será inovador e terá uma oferta cultural mais coincidente com o tipo de oferta dos outros estabelecimentos do Freeport. Por um euro é possível ver excertos de filmes que não foram rodados integralmente devido a falência do produtor, suicídio ou overdose do realizador ou dos actores. Por dois euros é possível visualizar longas metragens de filmes muito maus, mal filmados, escritos por argumentistas maus, desempenhados por péssimos actores, filmes com quantidades industriais de clichés, com histórias lineares e previsíveis e em que o espectador até chega a ver os microfones na parte de cima do ecrã.