18 de setembro de 2007

ASAE encerra discotecas no Porto devido a condições deficientes de congelamento de corpos de seguranças de gangs rivais

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu esta semana uma tonelada de cadáveres de seguranças em mau estado numa fiscalização a 40 discotecas da zona do Porto. Na operação foram encerradas dez discotecas. O balanço leva a ASAE a concluir que mais de metade dos estabelecimentos fiscalizados não têm capangas com formação específica na área alimentar, os preços dos serviços dos homicídios não estão afixados e não há livro de reclamações para os casos em que os tiros não foram eficazes. A ASAE emitiu dezenas de autos por falta de certidões de óbito dos cadáveres. Do ponto de vista sanitário, o resultado desta operação é preocupante. Mais de metade das arcas frigoríficas que conservavam os cadáveres não tinham termómetro, os cadáveres não estavam decentemente limpos, como mandam as regras da conservação. Foram encontrados sacos de plástico de crânios mal fechados, sem rótulos, sem a pesagem feita e estando em contacto com os pães das tostas e o gelo das bebidas de venda ao público.