19 de fevereiro de 2006

E se eu quiser até posso fazer piadas do dia dos Namorados de 2006 até dia 13 de Fevereiro de 2007 que ninguém me vai impedir seus grandes #$%$#

Jorge Sampaio aproveitou o dia dos namorados para condecorar Maria José Ritta com a Ordem do Implante D. Henrique. Sampaio como sempre estava à beira do choro compulsivo ou então apenas naquele estado de "emocionado e ao mesmo tempo com um ataque de caspa daqueles não assumidos". Sampaio disse sobre a condecorada: "Tinha aqui escrito a razão desta condecoração mas acho que ficou no casaco cinzento. Só me lembro desta parte que era porque ela tem um porte imponente e eu como toda a gente sabe gosto de mulheres espadaúdas. Não vou desmentir que tenho muita curiosidade de saber como é que ela é toda nua".

Eduardo Prado Coelho que aproveitou o dia dos namorados para ler livros e comer torradas barradas com toucinho comentou às dez para a meia-noite, o acto de Sampaio: "A História está carregadinha de episódios palacianos recambulescos em que um detentor de um orgão de soberania mistura as prerrogativas do seu cargo com uma coisa a que os Politólogos Americanos, um pisa papéis que era de Chomsky, Pierre Bourdieu quando passava o dia 14 de Fevereiro a comer torradas barradas com tocinho acompanhado por mim e a Revista Grazia da semana passada, designam por "laivos de volúpia burlesca Kusturicana, ou como Kapinha refere no Tratado da dança do Ventre Civilizacional, "A erecçao constitucional ou um Franquismo Ortodoxo Viagralizante se tivesse sido elaborado por Buñuel".
Sérgio Figueiredo, dois lacinhos de Nicolau Santos e a boneca insuflável de António Perez Metello juntos gritavam numa megafone na abertura de um festival de Jazz Progressista para "pessoas que tiraram cursos de economia e que dizem que a inflação e o PIB não sei quê" disseram "Sampaio não presta, Belmiro é o que nos resta".