28 de outubro de 2008

Utentes dos Hospitais poderão ficar internados dentro do carro a seguir à cirurgia

A ministra da Saúde, Ana Jorge, pretende que no próximo ano mais de metade das cirurgias programadas sejam feitas sem que os doentes fiquem internados, permitindo diminuir as listas de espera. A ministra já disponibilizou o serviço de internamento no parque de estacionamento da unidade médica ou o internamento num carro alugado pela diária de 50 euros. O 1º quarto de hora de internamento custará 60 cêntimos e as fracções seguintes custarão trinta cêntimos. Este serviço apenas inclui uma drageia diária, sendo o resto pago à parte, tal como os medicamentos injectáveis.