3 de maio de 2007

Indivíduos sofrem crise existencial depois de reencontrarem carros que já foram seus

Os indivíduos que já sofreram com a situação têm referido que as consequências são intensas e que eventualmente podem prejudicar a condução após o reencontro. Segundo alguns especialistas, a crise existencial será proporcional à aparência do ex-carro. “É parecido com o dar de caras com a ex-namorada que pesava 80 quilos quando a deixámos e agora está giríssima e atraente. Temos a sensação de que somos muitos piores que o actual dono e sentimo-nos culpados porque não os levámos a fazer as revisões na marca”, testemunhou um anónimo. É sabido que o caso poderá ser ainda mais dramático nos casos em que houve uma alteração estética profunda como o tuning/implante de silicone.