8 de abril de 2010

Igreja cansada do vexame quer mudança do nome do teste Papanicolau

A Igreja está desgastada depois dos recentes escândalos de abusos sexuais de menores e já está a tomar medidas para evitar mais conotações sexuais. O cardeal Walter Kasper, presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos, já confirmou a intenção de Bento XVI, que estará já a romper com o silêncio e a encarar com frontalidade esta campanha negra. “Estamos a falar de um teste em que o médico introduz uma espátula especial na vagina para recolher amostras de secreção das partes interna e externa do colo do útero. Convém que se saiba que este exame ginecológico foi criado por um médico grego de seu nome Geórgios Papanicolau em 1940. E este médico não estava minimamente associado à Igreja. E posso garantir a todos que os Papas Nicolau I, Nicolau II, Nicolau III, Nicolau IV e Nicolau V não estavam envolvidos nestas coisas de exames e de vaginas”, afirmou o cardeal.