3 de novembro de 2008

Salão Erótico de Lisboa: casting para filme porno contou com 347 candidatos para fazer de inspector ASAE, 345 banqueiros e 658 cobradores do fraque

A quarta edição do Salão Erótico Internacional de Lisboa (SIEL) teve como principais novidades, um confessionário só para mulheres, o alargamento da secção Swinger e a rodagem de um filme de Sá Leão na secção Estúdio X. O novo filme de Sá Leão é uma metáfora sexual sobre a actual crise bancária. “Temos várias histórias, como a de um corrector que é açoitado por um militar gay de raça negra depois da perda de 10 mil euros num fundo de acções, trocas de casais durante um dia de crash na bolsa de Tóquio e uma mulher que presta serviços sexuais a credores para pagar dívidas do jogo da bolha do marido. No final, temos chuva dourada entre banqueiros falidos, travestis islandeses, funcionárias do FMI, um anão com uma cara muito parecida com a do Sarkozy e especuladores do mercado de futuros”, afirmou Sá Leão.