11 de novembro de 2008

Manifestação na Cova da Moura: não há quem coloque unhas de gel há duas semanas

Depois da revolta manifestada pelos habitantes da aldeia alentejana de Albernoa, no concelho de Beja, estarem sem cuidados de saúde há quase dois meses, os moradores da Cova da Moura decidiram também protestar contra a falta de profissionais da estética no seu bairro. “A única pessoa que faz as unhas está de baixa depois de ter levado com uma bala durante um tiroteio entre o gangue do marido dela e um gangue rival. As minhas unhas estão miseráveis. Preciso de pó acrílico glitter gold, de um reforço de verniz cromado e de renovar a arte das minhas unhas com sequins rosa e spangles em forma de estrela. Coloquem alguém a substituí-la, por favor. É penoso ter de apanhar um táxi para ir à Amadora e ser atendida por uma estilista de unhas de gel que não me conhece e é muito mais cara”, afirmou uma angolana.