27 de agosto de 2009

Preços de sandes de queijo em estações de serviço da A2 leva milhares de pessoas para a prostituição

Os preços exorbitantes praticados pelas estações de serviço está a produzir um problema social inédito: a prostituição meramente de ocasião de pessoas de nacionalidade portuguesa que têm a sua profissão e que são surpreendidas por valores para pagar que não estão à espera. “Tenho aqui uma conta por pagar, não tenho dinheiro suficiente na carteira e o Multibanco está fora de serviço. Nunca pensei que cada sandes de queijo custasse quase 4 euros, que uma caixa de pastéis de Tentúgal custasse 8 euros e que cada dose de Carne de porco à Alentejana custasse 20 euros. Agora tenho de ir que está ali um camionista na bomba 8 a fazer-me sinal”, explicou um pai de família.